Ferrari F458 Itália

postado em 19 de nov de 2009 09:55 por veiculos phenom   [ 30 de nov de 2009 19:49 atualizado‎(s)‎ ]

A Ferrari F-458 Itália, sucessora da F-430, é um projeto totalmente novo em relação à esta última. A Ferrari começou tudo do zero, assim como fez com a 360 Modena em relação à F-355. Continua, porém, a ser um esportivo com motor traseiro e carroceria de alumínio, mas com conjunto motriz, chassis, eletrônica, aerodinâmica e ergonomia completamente novas.

Em termos de tamanho, a F458 tem um entre-eixos 5cm maior em relação à F430, o que favorece à estabilidade. A estrutura do carro foi aperfeiçoada com novas técnicas de soldagem em alumínio, representado um ganho de 20% na rigidez estrutural do carro.

Durante a fase de projeto a Ferrari fez extensas simulações em computador e em túnel de vento para conseguir ampliar o downforce, e, ao mesmo tempo, reduzir o arrasto aerodinâmico em relação à F-430. 

Interior

O interior da nova F458 Itália é algo impressionante e requer algum tempo para que o piloto se acostume às novidades introduzidas pela Ferrari na F458. A coluna de direção só dispõe dos padlle-shifts para troca de marchas. As hastes de acionamento do farol alto, do limpador do para-brisa e das luzes de direção foram movidas para o centro do voltante multi-funções.


O rádio, o telefone com conexão Bluetooth e o sistema de navegação são controlados por um mouse e a tela fica no lado direito do tacômetro. Quando o sistema de navegação está desligado, surge na tela um velocímetro virtual. Do lado esquerdo há uma outra tela de LCD que contém as medições de temperatura, velocidade média e tempos de volta, as informações sobre os ajustes dos diversos sistemas eletrônicos de auxílio à condução, temperatura dos pneus, freios e motor.

Apertando o botão Start

Chegou a hora de pressionar o botão Start/Stop, apertar o shift direito e pilotar. Não há possibilidade de troca manual. Esse tipo de excentricidade era importante quando uma Ferrari fazia de 0-100Km/h na casa de 3,5 a 4s. Mas, agora, que esse tempo está abaixo de 3s, a Ferrari perdeu definitivamente a paciência com esse tipo de antiguidade que deixa seu bólido mais lento.

Selecione a opção "Sport" e acelere. O novo motor F136-FB V-8 acelera como nenhum outro motor aspirado, de qualquer quantidade de cilindros e atinge 9.000RPM (trata-se do mais elevado nível de rotação de um motor V-8 projetado para andar nas ruas, e não em pistas de competição) antes que o câmbio selecione uma marcha superior. Como a Ferrari conseguir tirar 557 cavalos de um v-8 aspirado de 4.5L? Com injeção direta de combustível, taxa de compressão de 12.5:1 e otimização sistemática de tudo que afeta o atrito entre as partes móveis do motor (pistões, comando de válvulas, pistões e virabrequim), eficiência volumétrica (coletor de adminssão com quatro fases de ressonância), e detalhes menores como um sistema especial de cárter seco. Junto com aumento de potência veio uma queda de 13% no consumo e uma redução significativa na emissão de Dióxido de Carbono.

Em estradas cheias de curvas, subidas e descidas pode-se apreciar o excelente trabalho realizado pelo novo sistema de suspensão longitudinal. Se a estrada estiver com irregularidades na pista, ou ondulações, acione a configuração de "pista ondulada", e o sistema se encarregará de manter as quatro rodas grudadas na pista. Nesse tipo de configuração há também um auxílio dinâmico do controle de rolagem lateral da carroceria, permitindo que as barras anti-rolagem garantam a segurança em pilotagem esportiva.

Configuração de corrida

A F458 faz curvas fechadas como nenhum outro carro, graças, em parte ao à rápida ação do eixo traseiro E-DIFF3 que recebe ordens do sistema de contole de estabilidade (um avançado sistema ABS que emprega um acionamento diferencial também durante as desacelerações). A luz do sistema de estabilidade pisca quase continuamente, apesar de não se sentir qualquer evidência de intervenção do sistema de controle de estabilidade nos freios ou no motor. Segundo a Ferrari, a F458 é até 32% mais rápida em saídas de curva que a F430.

Na pista


É em uma pista de corrida, como o circuito de Fiorano, que a F458 mostra todo o seu poder. Evidentemente, em circuitos podem se fazer coisas que não seriam adequadas em vias públicas. Começando com a desativação dos sistemas de controle de tração (TC) e do controle de estabilidade (CST), e a porta está aberta para testar as possibilidades do assobroso sistema de freios com seis pistões na dianteira e quatro na traseira, todos feitos de um composto de cerâmica-carbono. Esses freios não são apenas dóceis e macios em vias públicas, e livres de qualquer efeito de fadiga após o uso intenso, como são assobrosamente fortes. Comparado com uma F430, sua antecessora, a F458 é muito mais civilizada, mais silenciosa, e consideravelmente mais confirtável para o piloto. Funcionários da Ferrari dizem que a F458 é capaz de fazer o circuito de Fiorano em 1m25s, um tempo que, acredite-se ou não, equivale ao obtido pela Enzo.


O fato de a F458 ser capaz de igualar a performance de uma Ferrari Enzo é algo maravilhoso, tendo em vista o decreto da Ferrari de quem nenhum carro poderia superar a Enzo até que sua hiper-exótica substituta chegasse. Entretanto, os técnicos dizem que a incrível relação peso-potência da Enzo foi compensada por um veículo com veículo com um nível de condução dinâmica muito atualizado.  Esses dados deixam a impressão que versões especiais da F458, como uma Scuderia ou uma Challenge Stradale podem vir a superar a poderosa Enzo.

Se realmente isso acontecer será algo realmente fenomenal da engenharia da Ferrari: com um acréscimo de preço de 10% sobre a F430, e prometendo o mesmo desempenho da Enzo, a F458 parece ser um ótimo negócio.


Conclusão

A F458 é um dos mais lindos carros esportivos deste século. E também o que apresenta a engenharia mais avançada e refinada. O vídeo de divulgação oficial da Ferrari F458 você confere abaixo.


Comments