Ford USA apresenta a versão americana no Fiesta 2011

postado em 2 de dez de 2009 11:14 por Veiculos Phenom   [ 2 de dez de 2009 15:22 atualizado‎(s)‎ ]

O Fiesta é o carro de maior sucesso e campeão de vendas da Ford no continente europeu. Com o lançamento da versão americana de seu compacto, espera replicar esse sucesso também nos Estados Unidos e Canadá. E, claro, também no Brasil, tendo em vista que a versão brasileira está em fase final de preparação para lançamento.

O Fiesta americano que vemos nestas fotos é oferecido nas versões hatch e sedãm ambas equipadas com um motor de 1.6L de 119cv de potência. Equipado com uma caixa de transmissão manual de cinco velocidades, o compacto é capaz, segundo a Ford, de percorrer até 17Km com cada litro de gasolina, convergindo com as necessidades crescentes verificadas na América do Norte por carros mais eficientes do ponto de vista energético.

Além da transmissão manual, será oferecida como opcional uma caixa automática de seis velocidades e dupla embreagem. Essa opção, porém, segundo o fabricante, apresenta o mesmo nível de consumo de combustível que o apresentado pela versão manual.


As linhas da carroceria sofreram poucas modificações em relação à versão européia. Basicamente as alterações estão na grade dianteira, rodas de 16" de diâmetro. Os para-choques, por questões legais relativas à segurança, também sofreram modificações, e, por serem maiores, adicionam cerca de 6cm ao comprimento total do carro.


Interior prático e arejado

O interior do Fiesta americano tem o objetivo de se apresentar simples e arejado, sem a sofisticação apresentada no modelo europeu, pois o segmento de mercado que o veículo busca na América do Norte é diferente do que posicionamento na Europa. Nos EUA, o Fiesta será oferecido em versões SES e SEL, esta a mais luxuosa, e que apresenta um painel com cores diferenciadas na parte superior e inferior, além de forração de couro com costuras aparentes.


O modelo vem equipado de série com sete air-bags, direção com assistência elétrica, iluminação auxiliar dos faróis feita por LED´s, repetidores de direção laterais, display central multi-função, entradas USB para sincronização de dispositivos portáteis com o equipamento de som. Além disso, a iluminação interna também é feita por meio de LED´s: dois dianteiros, dois traseiros, no porta-copos e no botão do sistema de abertura da tampa de combustível.


Carro mundial

O lançamento do Fiesta no mercado americano insere-se na estratégia da Ford de fabricar o mesmo modelo em todos os mercados do mundo. Ele já é vendido na Europa, China e Brasil, porém a versão brasileira é diferente da oferecida nos demais mercados. Apesar do esforço, o fato é que a versão americana, apesar de todas as semelhanças com os modelos europeu e chinês, compartilha apenas 60% de suas peças com tais versões. 


Versão sedã: mais barata que o hatch

O versão sedã será oferecida em níveis de acabamento inferiores em relação ao modelo hatch: S e SE. Isso acontece porque nos EUA os carros do segmento hatch são associados à veículos de classe "premium", por apresentarem um estilo europeu, e, portanto, mais sofisticado.

O Fiesta americano que vemos nestas fotos é oferecido nas versões hatch e sedãm ambas equipadas com um motor de 1.6L de 119cv de potência. Equipado com uma caixa de transmissão manual de cinco velocidades, o compacto é capaz, segundo a Ford, de percorrer até 17Km com cada litro de gasolina, convergindo com as necessidades crescentes verificadas na América do Norte por carros mais eficientes do ponto de vista energético.



Suspensão e bancos mais macios que o europeu

Outras características que diferenciam o modelo americano do seu congênere europeu é o ajuste da suspensão e os bancos. O consumidor americano aprecia carros com direção muito leve, suspensão macia e bancos almofadados. Sendo assim, foram feitos ajustes de suspensão e instalados bancos maiores e mais macios para convergir com a preferência desses consumidores.



Carro pequeno em um mercado dominado por Toyotas, Hondas e Hyundais?

A decisão da Ford em lançar o Fiesta no mercado americano veio na sequencia da elevação do preço do petróleo em 2007 e 2008. Embora os preços dos combustíveis tenham declinado significativamente desde então, ainda há o medo, por parte dos consumidores, de que eles possam voltar a subir, motivo pelo qual espera-se uma grande demanda por carros econômicos nos EUA nos próximos anos.




Versão esportiva SVT também será oferecida

Além do sedã, a Ford planeja vender a versão hatch de duas portas, provavelmente na versão esportiva SVT e dotada de um câmbio automático com paddle-shift (alavancas de trocas de marchas atrás do volante). Essa versão mais esportiva, porém, deverá ser apresentada apenas em 2011.

Segundo os planos da Ford, o lançamento do Fiesta nos mercados dos Estados Unidos e Canadá deverá ampliar as vendas mundiais do modelo em mais de 500.000 unidades anuais.


Comments